Sábado, 22 de Fevereiro de 2020

Política
Quinta-Feira, 26 de Dezembro de 2019, 08h:16

OPINIÃO

'Juiz de garantias', o tiro no pé do presidente

Jô Navarro

Marcos Correia

Sérgio Moro e Bolsonaro

Quem votou em Jair Bolsonaro por ser 'anti-PT' e aspirar o fortalecimento do combate à corrupção ficou frustrado com a aprovação do jabuti de Freixo que instituiu o 'juiz de garantias', que garante mesmo é a impunidade de criminosos de colarinho branco.

Justamente quando Sergio Moro enche de orgulho os brasileiros ao figurar entre as 50 personalidades mundiais por ser o maior símbolo anticorrupção, o presidente aprova o vil retrocesso.

O 'juiz de garantias' é um golpe para a Lava Jato e um tiro no pé do presidente.  Isso vai custar muito caro para ele, que ainda não se deu conta que sem combater a corrupção não será reeleito.

Para permanecer leal ao princípio anticorrupção, é preciso cortar na carne - leia-se deixar que o filho Flávio responda pelo suposto crime de peculato. O exemplo precisa vir do presidente.

O que diferencia um político comum de um estadista é a capacidade de colocar acima dos próprios interesses os princípios e valores fundamentais da nação, governando para unir e não desagregar.

O ano finda com a estrela de Sergio Moro cada vez mais brilhante, enquanto o presidente, infelizmente, ainda olha para o próprio umbigo.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO