Domingo, 19 de Novembro de 2017

MPE
Terça-Feira, 29 de Agosto de 2017, 17h:52

“LAVA JATO PANTANEIRA”

Procurador-Geral de Justiça mantém contato com a PGR e aguarda compartilhamento de provas

Redação

Reprodução

Ministério Público de Mato Grosso

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso aguarda o compartilhamento de provas por parte do Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar e adotar as providências cabíveis em relação às denúncias de corrupção contra políticos apontados na delação do ex-governador Silval Barbosa. O procurador-geral de Justiça, Mauro Benedito Pouso Curvo, destaca que já manteve contato com a Procuradoria-Geral da República e está confiante que as investigações terão a agilidade e a transparência que a sociedade mato-grossense espera. 

“As imagens veiculadas pelos meios de comunicação apontam indícios fortíssimos de corrupção. A sociedade mato-grossense pode ficar tranquila que o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, dentro de sua atribuição, não se furtará em adotar as medidas cabíveis. Não nos contentaremos apenas com as provas já apresentadas e iremos a fundo nesta investigação para que todos os envolvidos sejam punidos de forma exemplar”, assegurou.

O procurador-geral de Justiça enfatizou que, por enquanto, o Ministério Público Estadual não pode adotar nenhuma medida nesse caso até que ocorra o fatiamento da investigação, já que no rol de acusados existem pessoas com foro privilegiado. Lembrou, no entanto, que a delação do ex-governador é resultado do trabalho incansável da instituição que o manteve preso, junto com os seus comparsas, por quase dois anos, até a celebração do referido acordo. 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO