Sábado, 26 de Setembro de 2020

MPE
Terça-Feira, 19 de Maio de 2020, 14h:13

EM DEFESA DA VIDA EM TEMPOS DE PANDEMIA

Movimentos sociais apresentam “Carta Aberta” e solicitam apoio ao MPMT

CLÊNIA GORETH

Reprodução

Representantes de movimentos sociais formalizaram nesta terça-feira (19), em reunião por videoconferência, a apresentação de uma “Carta aberta aos Trabalhadores Mato-grossenses em defesa da Vida em Tempos de Pandemia” ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso. Participaram da reunião o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, o procurador de Justiça Luiz Alberto Esteves Scaloppe e membros de diversas entidades, entre elas, a Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso, Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso e Comissão Pastoral da Terra.

Na Carta, os movimentos sociais exigem a adoção de várias medidas por parte do governo federal e estadual no enfrentamento à Covid-19. Os participantes da reunião solicitaram o apoio do Ministério Público do Estado de Mato Grosso em relação a duas demandas, a distribuição de cestas básicas a indígenas e a disponibilização de transporte seguro para servidores da saúde.

O procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, pediu aos participantes que enviem ao MPMT cópia da solicitação já encaminhada ao governo do Estado sobre a reivindicação. “Vou discutir o assunto com a Procuradoria Especializada e com as Promotorias da Cidadania para verificarmos quais medidas poderão adotadas em relação aos pleitos”, afirmou Borges.

Durante a reunião, os participantes destacaram o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso na defesa dos cidadãos neste momento de enfrentamento ao novo coronavírus e se colocaram à disposição . “Quero aqui reconhecer de público o trabalho que está sendo realizado pelo Ministério Público e dizer que compartilhamos com a preocupação da instituição no enfrentamento à pandemia”, ressaltou o representante do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Regional Pantanal), Reginaldo Silva de Araújo.

O procurador de Justiça Luiz Alberto Esteves Scaloppe enfatizou que o Ministério Público do Estado de Mato Grosso está coeso e que não concorda com “narrativas distorcidas que vêm sendo propagadas em relação ao enfrentamento e disseminação do novo coronavírus”.

Acesse a Carta Aberta apresentada ao MPMT

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO