Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020

TRT
Quinta-Feira, 24 de Outubro de 2019, 17h:00

TRTMT

Desembargadores Nicanor Fávero e Paulo Barrionuevo são eleitos como novos dirigentes do TRT/MT

Aline Cubas

Reprodução

Desembargadores Nicanor Fávero e Paulo Barrionuevo

O Tribunal Pleno do TRT de Mato Grosso elegeu, nesta quinta-feira (24), os novos dirigentes que estarão à frente da Justiça do Trabalho mato-grossense no biênio 2020-2021. Para a Presidência foi escolhido o desembargador Nicanor Fávero e para a Vice-Presidência, o desembargador Paulo Barrionuevo.

A eleição ocorreu por aclamação durante a sessão administrativa do TRT/MT, sendo os futuros dirigentes saudados com votos de sucesso pelos demais desembargadores, bem como pelos representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Amatra23).

A presidente do TRT/MT, desembargadora Eliney Veloso, cujo mandato termina em 31 de dezembro, falou da certeza de todos em relação à futura administração, de contínua evolução e aprimoramento, tendo em vista as qualidades dos desembargadores que assumirão a gestão do Tribunal.

Veja o álbum de fotos

Com sua característica serenidade, Nicanor Fávero agradeceu a confiança e falou da responsabilidade de estar à frente de um Tribunal que é referência no âmbito do judiciário, especialmente nesse momento adverso, com restrições orçamentárias, e “alvo daqueles que não conhecem a Justiça do Trabalho e não entendem a importância de se observar a Constituição na busca de uma justiça social”.

Entretanto, afirmou estar confortável em assumir os novos desafios em razão da companhia do desembargador Paulo Barrionuevo na vice-presidência e da qualidade da equipe que está formando para acompanhá-lo. “E não apenas daqueles servidores que estão galgando as funções de mais altos postos. Estou há 26 anos neste Tribunal, sei da integridade e da dedicação do nosso quadro, sei da qualidade tanto da formação profissional quanto ética”, salientou.

Por fim, agradeceu a postura da atual presidente, nesse período de transição, pela generosidade e transparência, e concluiu reiterando seu compromisso com a condução correta do cargo, em benefício da sociedade e da qualidade de vida de servidores e magistrados.

Estreando no Tribunal Pleno, após tomar posse no último dia 11, o desembargador Paulo Barrionuevo também agradeceu a confiança de ser escolhido para compor a nova gestão e garantiu ao futuro presidente a sua disposição de contribuir em todos os momentos.

Experiência, empenho e competência foram alguns dos adjetivos que os desembargadores Roberto Benatar, Tarcísio Valente e Beatriz Theodoro usaram ao se referir aos novos dirigentes do Tribunal.

Em nome da Amatra, o juiz André Molina parabenizou ambos os desembargadores eleitos, externando votos de uma gestão profícua.  O procurador-chefe do MPT, Rafael Mondego, também saudou e desejou que a nova gestão possa continuar a fazer o belo trabalho que os gestores da Justiça do Trabalho em Mato Grosso têm feito nos últimos anos.” 

Ao final, a presidente Eliney entregou ao desembargador Nicanor o Relatório de Transição, em cumprimento à Resolução 95/2009 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que dispõe sobre a transição dos cargos de direção nos órgãos do Poder Judiciário.

Novos Dirigentes

Juntamente com a eleição do presidente e do vice, o Tribunal Pleno reconduziu o desembargador João Carlos de Souza para o cargo de diretor da Escola Judicial (Ejud) assim como o desembargador Tarcísio Valente, para o de ouvidor do TRT/MT.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!