Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018

TJ
Quarta-Feira, 07 de Novembro de 2018, 09h:56

CURSO DE DIREITO

TJ recepciona acadêmicos da Unic Pantanal

Redação

Reprodução

Nosso judiciário, alunos da Unic Pantanal

Os alunos do segundo semestre da Universidade de Cuiabá (Unic Pantanal) foram recepcionados, na tarde desta terça-feira (06), no Palácio de Justiça, por meio do programa ‘Nosso Judiciário’. Os 25 alunos conheceram as dependências do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), ouviram uma sessão de julgamento e voltaram ao tempo visitando o espaço memória – ao fim da visita guiada.
 
O professor Fernando Lampier enalteceu a iniciativa do poder Judiciário em abrir as portas para os acadêmicos de direito. “O Tribunal de Justiça de Mato Grosso tem feito um papel fantástico em dar acesso para que os alunos possam – desde o início de sua graduação – familiarizarem-se com o ambiente do Judiciário. Queremos agradecer muito ao presidente por essa iniciativa e a todos os outros membros do TJ. A vocês assessoria de imprensa que publicitam essa ação que é tão relevante”, pontou o professor.
 
Lampier também notou o ‘brilho no olhar’ dos alunos ao ouvirem as exposições feitas pelos desembargadores e as sustentações orais dos advogados durante sessão. “Hoje pudemos participar de um julgamento onde os três desembargadores que compõem a câmara deram seus argumentos e seus respectivos votos. Vi nos olhos dos jovens acadêmicos o brilho e a empolgação com a magistratura e com a atividade do Direito”, ponderou.
 
O desembargador Guiomar Teodoro Borges recepcionou os alunos no Espaço Memória e contou o ‘grande segredo’ para conquista de sonhos. “O segredo é um só: Tudo é possível, basta à gente querer. O que importa é o seu esforço, respeitando o direito do outro. Digo isso, porque eu sendo o primogênito de oito irmãos, comecei a estudar lá na roça (hoje chamada de zona rural). Depois fui para a cidadezinha, mas trabalhava como vigia a noite, estudava no ginásio de manhã e a tarde era o tempo que eu tirava para dormir. Com muita dificuldade, não nego, consegui alçar o voo que tanto almejei. É isso que cada um de vocês deve se propor a fazer e realizar”, declarou.
 
Além disso, o magistrado explicou que os acadêmicos precisam valorizar o tempo na universidade. “O que digo a todos é que aproveitem o tempo. Ele é extraordinário e impiedoso. Então não deixem de estudar, de usar esse período da academia para se capacitar ao sair da sala de aula. Caso contrário vocês terão de gastar recursos e mais tempo ainda, em busca de conhecimentos que deveriam ter aprendido durante a faculdade”, pontou.
 
A acadêmica de 18 anos, Estela Albacete Filha, deixou explicito sua alegria com a oportunidade de visitar e conhecer o funcionamento interno do TJMT. “Achei tudo muito lindo, as pessoas nos recepcionaram com cortesia e educação. Abriram-nos as portas, para que tivéssemos acesso e conhecimento. Acredito que muitos não tiveram essa oportunidade de estar aqui, para conhecer essa nova gestão e ver a acessibilidade e a transparência. Pude ver que muita coisa mudou, a sociedade está tendo mais acesso e busca conhecer intimamente os poderes”, comentou.
 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO