Segunda-Feira, 06 de Abril de 2020

TJ
Sábado, 21 de Dezembro de 2019, 05h:42

VALORES EXORBITANTES

Pagamento de até R$ 853 mil a juízes do TJ-PE não foi autorizado pelo CNJ

Redação

Reprodução

Presidente do TJ-SP, Adalberto de Oliveira Melo

É preciso urgente uma lava toga(investigação) nos Ministérios Públicos e Tribunais de Justiça dos Estados, além é claro das instâncias superiores. Esses poderes fazem o que querem sem dar nenhuma satisfação para a sociedade. São poderes caros que não trazem nenhum retorno prático para a população(os mais pobres que são prejudicados em tudo) . São semideuses que acham que ainda vivem na mitologia da antiga Grécia.

É preciso acabar com a estabilidade desses servidores, reduzir salários pela metade, ai sim as coisas começam melhorar um pouco.  Porque do jeito que está é um verdadeiro abismo.

Agora o próprio presidente do Tribunal de Justiça de Pernanbuco, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, admitiu que não houve autorização para os pagamentos milionários a juízes e desembargadores, segundo a reportagem da Folha de S.Paulo.

Um fato desse que ocorre numa empresa privada é demissão com justa causa, processo na justiça, ficha suja do funcionário e etc.

Na justiça com seus membros a punição é aposentadoria.

https://www.conjur.com.br/2019-dez-20/pagamento-853-mil-juizes-tj-pe-nao-foi-autorizado

 

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!