Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017

TJ
Terça-Feira, 15 de Agosto de 2017, 15h:43

VERGONHA

Juiz que recebeu mais de meio milhão em julho: ‘Eu não tô nem aí’

Redação

Reprodução

O juiz Mirko Vincenzo Giannotte, titular da 6ª Vara de Sinop (MT)

Mirko Vincenzo Giannotte, é juiz titular da 6ª Vara de Sinop, cidade a 477 quilômetros de Cuiabá. Em julho seu salário foi de R$ 503.928,79. Com a revelação feita pela Coluna do Estadão muita gente passou a falar do contracheque do magistrado, ele respondeu que tudo ‘é justo e dentro da lei’ e que ‘não está nem aí’ com os comentários.

Para não ser injusto, é certo dizer que o valor líquido de seu contracheque é de R$ 415.693,02. E para ser ainda mais significativo, o valor caiu em sua conta em 20 de julho, dia de seu aniversário: ‘Foi um belo presente, uma coincidência. Eu não tô nem aí. Eu estou dentro da lei e estava recebendo a menos. Eu cumpro a lei e quero que cumpram comigo’.}

Os dados estão no Portal da Transparência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso e são divididos assim: remuneração de R$ 300.200,27; indenização de R$ 137.522,61, mais R$ 40.342,96 a título de ‘vantagens eventuais’ e R$ 25.779,00 em gratificações.

Não se trata de erro, segundo a Coordenadoria de Comunicação do Tribunal de Justiça do Mato Grosso, o valor representa ‘justa reparação’ pelos anos em que deu expediente em Comarcas superiores, recebendo subsídios como juiz de primeira instância.

E não acabou, em suas contas, o juiz afirma que ainda tem a receber outros passivos acumulados que chegam a R$ 750 mil:’O valor será uma vez e meio o que eu recebi em julho. E quando isso acontecer eu mesmo vou colocar no Facebook’.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!