Quarta-Feira, 27 de Maio de 2020

STF
Quarta-Feira, 20 de Maio de 2020, 17h:24

COVID-19

"Acabar com o isolamento social é um passo para o genocídio", afirma Barroso

Redação

Reprodução

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) examina nesta quarta-feira (20), a partir das 14h, pedidos de medida cautelar em seis Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs 6421, 6422, 6424, 6425, 6427 e 6428), ajuizadas contra a Medida Provisória (MP) 966/2020, que restringe a possibilidade de responsabilização dos agentes públicos durante a pandemia da Covid-19.

No julgamento da medida provisória que limita a punição a agentes políticos por decisões erradas no combate à pandemia, Luís Roberto Barroso deixou clara posição favorável às medidas de distanciamento social.

“Enquanto a curva é ascendente, acabar com o isolamento social, dizem todas as autoridades sanitárias é nos sujeitarmos ao risco de um genocídio. E aí não há recuperação econômica que possa nos servir se as pessoas já tiverem morrido”, afirmou o ministro, relator das ações contra a MP.

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO