Terça-Feira, 04 de Agosto de 2020

Acontece
Sábado, 04 de Julho de 2020, 18h:35

COVID-19

Brasil tem 1.577.004 casos de Covid-19; Mato Grosso é novo epicentro

Da Redação

Reprodução

UTIs

O Ministério da Saúde informa hoje (04-07) 1.091 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. O país totaliza 64.265 mortes. Foram registrados nas últimas 24 horas 37.923 novos casos, elevando para 1.577.004 o total no Brasil.

Segundo os dados divulgados pelo Ministério da Saúde, até às 18:25 horas Mato Grosso desponta como novo epicentro da doença e já registra 20.098 casos confirmados de Covid-19, 755 óbitos, incidência/100 mil habitantes de 576,8 índice de mortalidade/100 mil habitantes de 21,7.

Os números divulgados há poucos minutos pela Secretaria de Estado de Saúde, são ainda maiores20.333 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 786 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.  Nas últimas 24 horas foram registradas 45 mortes envolvendo residentes de Cuiabá, Barão de Melgaço, Várzea Grande, Rondonópolis, Nova Olímpia, Sorriso, Cáceres, Belém (PA), Parauapebas (MA), Novo Progresso (PA), Sinop, Itaúba, Dom Aquino, Campo Verde, Querência, Pontes e Lacerda, Barra do Garças, Sapezal, Pedra Preta e Lucas do Rio Verde.

Nas últimas 24 horas, surgiram 797 novas confirmações no Estado. A taxa de ocupação de UTIs está em 94,2% e em 48% para enfermarias.

Segundo o pesquisador da Fiocruz, Diego Xavier, a situação pode piorar, já que o estado ainda não está no pico da pandemia. "Com essa velocidade dos casos aumentando, a tendência é que nas próximas semanas sejam ainda mais difíceis", disse.

Neste sábado três deputados estaduais em Mato Grosso comunicaram em suas redes sociais que foram diagnosticados com Covid-19: Wilson Santos (PSDB), Max Russi (PSB) E Valmir Moreto (PRB).

Outros três já haviam anunciado anteriormente que testaram positivo: Paulo Araújo (Progressistas), Thiago Silva (MDB) e Faissal Calil (PV). Todos estão isolados em casa seguindo o protocolo.

A prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos, e o marido dela, senador Jayme Campos, também testaram positivo e estão isolados em casa.

O secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo está em isolamento domiciliar, também diagnosticado com Covid-19. Estão afastados também os secretários Allan Kardec, de Cultura e o chefe de gabinete Alberto Machado (Beto Dois a Um). A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager-MT), confirmou na sexta-feira (3) que seu presidente, Luis Alberto Nespolo, também testou positivo para o novo coronavírus. O presidente da Fapemat, Professor Adriano, contraiu a doença e faleceu após três dias internado.

Com os leitos de UTI esgotados na rede privada e pública, o governador Mauro Mendes firmou parcerias com as prefeituras para abertura de mais leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e defende a união para enfrentar a pandemia no estado.

Leia também: Sobre quem recai o sangue dos mortos da pandemia?

“Muitos prefeitos estão com dificuldade para abrir UTIs, seja para comprar os equipamentos – e essa é uma dificuldade em todo o país – seja para contratar profissionais. Por isso, o Estado tem trabalhado para a abertura conjunta dos leitos. O município habilita a UTI e o governo vai ajudar a custear essa Unidade, junto com o Ministério da Saúde. Serão R$ 2 mil pagos por dia por UTI para as prefeituras”, pontuou Mendes na sexta-feira (03.07), durante entrevista à TV Centro América.

O governador alertou para que todos os mato-grossenses procurem um médico logo que sentirem os primeiros sintomas da doença, para que sejam medicados no início, evitando o agravamento da situação e a necessidade de internação.

“Para isso, estamos comprando os remédios que fazem parte do tratamento da Covid-19 e vamos entregar aos prefeitos para que o paciente saia do posto de saúde, de qualquer município, já medicado. Esse protocolo vai salvar muitas vidas em Mato Grosso”, disse.

Mais respiradores


Na tarde deste sábado os senadore Wellington Fagundes, Jayme Campos e Carlos Fávaro informaram que buscaram e conseguiram junto ao Governo Federal o envio de pelo menos mais 50 respiradores, equipamentos, testes, remédios e insumos para Mato Grosso.

Veja a tabela de classificação de risco por município

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO