Segunda-Feira, 06 de Julho de 2020

Cidades
Segunda-Feira, 18 de Maio de 2020, 18h:46

CUIABÁ

Em Cuiabá, 43% dos casos de covid-19 estão concentrados em 14 bairros; saiba quais

Dados atualizados nesta segunda-feira (18) apontam 293 casos confirmados de covid-19 e 5 óbitos na Capital.

Redação

UFMT

A Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde divulgou hoje (18) o sétimo Informe Epidemiológico sobre a COVID-19, que tem como objetivo monitorar o padrão de morbidade e mortalidade e descrever as características clínicas e epidemiológicas dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG pelo Coronavírus-2019 em residentes no município de Cuiabá.

O trabalho é elaborado em parceria com Instituto de Saúde Coletiva e Faculdade de Geografia da Universidade Federal de Mato Grosso. As informações iniciam desde a data da notificação do primeiro caso em Cuiabá até a 20ª Semana Epidemiológica, compreendendo o período de 14 de março a 16 de maio de 2020.

O mapa disponibilizado permitem visualizar o crescente aumento de casos da COVID-19 em Cuiabá. Os casos são detectados pelos serviços de saúde. Contudo, pesquisas nacionais e internacionais mostram que o número real de casos pode ser ainda maior.

Observa-se o aumento de casos em alguns bairros e a ampliação da distribuição geográfica dos casos de COVID-19 na capital, tendo em vista que dos 125 bairros da capital 80 (64,5%) registraram casos. Cerca de 43% dos casos encontram-se nos bairros Jardim Imperial (14), Morada da Serra (12), Centro (8), Jardim das Américas (7), Jardim Itália (7), Jardim Vitória (7), Dom Aquino (7), Duque de Caxias (7), Bosque da Saúde (6), Goiabeira (6), Jardim Aclimação (6), Quilombo (6), Santa Rosa (6) e Coophema (Figura 7).

Pesquisa realizada na semana passada estimou que no Rio Grande do Sul para cada caso registrado oficialmente, cerca de nove são subnotificados, tendo em vista, que cerca de 80% da população apresenta sintomas leves ou são assintomáticos e não procuram os serviços de saúde.

Dados atualizados nesta segunda-feira (18) apontam 293 casos confirmados de covid-19 e 5 óbitos na Capital.

Isolamento social

Manter o distanciamento social, o isolamento de casos e a investigação de contatos, são as únicas ferramentas efetivas disponíveis para o controle da pandemia até o presente momento. Tais medidas conjuntas propiciam a redução do número de reprodução da infecção, o aumento do tempo de duplicação do número de casos, o retardamento do pico da epidemia, a redução no número de casos dentro de uma cidade e a consequente redução da demanda hospitalar e do número de óbitos.

Com o retorno de algumas atividades econômicas em Cuiabá, torna-se necessário fortalecer também as medidas individuais como estratégia para o controle da COVID-19. O uso de máscara é obrigatório e deve ser respeitado, pois elas servem como barreira mecânica à transmissão do vírus, impedindo ou reduzindo o contato dos indivíduos com aerossóis contaminados. Além disso, é necessário intensificar os cuidados de higiene pessoal, como lavar as mãos frequentemente, e evitar aglomerações, como eventos festivos, reuniões em bares e outros.

Casos notificados de SRAG até 16 de maio de 2020

Em 16 de maio de 2020, cerca de 60 dias após o primeiro caso registrado de COVID-19 em Cuiabá, foram notificados em Cuiabá 727 casos suspeitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave. Desses, 11,0% (80) aguardam o resultado do exame para COVID-19. Entre aqueles que se conhecia o resultado (647), 302 (46,7%) foram descartados por tratar-se de outras SRAG e 345 (53,3%) resultou positivo para COVID-19, sendo 265 residentes em Cuiabá (76,8%).

Verificou-se um incremento, na última semana, do número de casos em Cuiabá de pessoas residentes em outros municípios e que foram atendidas com SRAG pelos serviços de saúde da capital. Foram 237 casos de SRAG, correspondendo a 32,6% do total de casos notificados e 80 (23,2%) entre os casos de COVID-19 registrados em Cuiabá. (Com informações da SMS-Cuiabá)

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO